Descubra os 6 Tipos de criptografia

Desde que o mundo é mundo nós precisamos da comunicação para nos mantermos em grupo. E hoje a própria informação se tornou crucial para todos que desejem de fato ter resultados no seu dia a dia.

Mas é importante notar que muitas das informações que circulam por aí são confidenciais. Sejam dados pessoais de clientes ou mesmo segredos de estado, é comum ter que aumentar as garantias de que eles não serão vistos por ninguém.

Sendo assim, conceitos de criptografia surgiram exatamente para garantir que as informações pudessem circular livremente enquanto mantém seu conteúdo em sigilo para aqueles que não são os destinatários da mensagem.

Com o tempo o conceito tem sido refinado com técnicas que hoje podemos verificar como tendo chegado a um ápice. Por isso, vamos trazer aqui para você os principais tipos de criptografia que encontramos na internet e afins.

Vamos conferir?

Tipos de Criptografia

Tipos de criptografia: Confira Aqui

Lembrando que você pode contar com uma série de outras possibilidades. Mas aqui vão algumas das principais:

1 – Chave simétrica

Este é o modelo padrão quando falamos de criptografia. Neste modelo usamos uma chave que consegue decodificar os dados. Então tanto o codificador quanto o receptor precisam ter acesso a esta mesma chave.

 

2 – Data Encryption Standard (DES)

Este modo de codificação permite que você tenha uma proteção de 56 bits, promovendo até 72 quatrilhões de combinações.

O grande problema deste tipo de combinação é que ele é vulnerável através do ataque de força bruta, no qual um computador pode tentar aleatoriamente várias combinações até conseguir atingir o resultado esperado.

Ataques de força bruta são um dos mais comuns na Internet, portanto, este método talvez não seja o melhor se você quer o máximo de seguraça.

 

3 – International Data Encryption Algorithm (IDEA)

Neste padrão de criptografia são utilizados 64 bits por bloco de informação, com chaves de 128 bits. Neste caso o texto é cifrado e embaralhado para dificultar qualquer tentativa de decriptação por força bruta.

Mas ainda não é uma das estratégias mais eficientes que vemos por aí.

 

4 – Secure And Faster Encryption Routine (SAFER)

Este é um outro modelo bastante simples de criptografia que utiliza blocos de 64 bits. E embora o nome pareça entregar uma espécie de segurança extra, a verdade é que aparenta ter ainda mais fragilidades que os modelos anteriores.

 

5 – Advanced Encryption Standard (AES)

Este acaba sendo um sistema de criptografia mais seguro que podemos ter hoje. Os blocos são de 128 bits, mas é possível encontrar chaves que vão de 192 até 256 bits.

Ataques de força bruta acabam sendo praticamente impossíveis de serem executados, já que o processo em si irá consumir um processamento absurdo e tornar o ataque hacker economicamente inviável.

 

6 – Chave assimétrica

Este é um dos modelos mais importantes hoje, por meio do qual é possível encontrar um protocolo em que o emissor entrega uma chave que só o receptor terá condições de decifrar a mensagem. Assim, é possível garantir que somente a pessoa certa terá acesso ao conteúdo.

Veja mais sobre o modelo de chave assimétrica, utilizado no Bitcoin, clicando aqui.

Considerações finais

Como você pode ver, são vários os tipos de criptografia que podemos encontrar por aí. Principalmente dentro do universo das criptomoedas. Sendo assim, esteja sempre acompanhando para mais conteúdos interessantes.

Até a nossa próxima dica sobre o tema!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.