Bovespa: Como funciona a Bolsa de valores brasileira

Bovespa: Como funciona a Bolsa de valores brasileira
Rate this post

A Bovespa é a Bolsa de Valores do Brasil. Na verdade, referimo-nos à BM&F Bovespa, produto da união entre a Bovespa (Bolsa de São Paulo) e a BM&F (Bolsa de Mercadorias e Futuro).

Essa união entre Bovespa e BM&F tem em sua constituição a incorporação de todas as outras Bolsas do Brasil, inclusive a do Rio de Janeiro, que foi pioneira no mercado de ações em solo brasileiro.

Feitas as devidas apresentações, vamos falar um pouco sobre o que é a Bovespa, o mercado de ações e como funciona essa engrenagem.

Bovespa

 

O que é a Bovespa

A Bolsa de Valores de São Paulo, ou Bovespa,  é uma estrutura erguida para possibilitar as negociações de ações entre empresas e investidores.

As ações são pequenas partes de uma empresa que são negociadas na Bolsa. O propósito da abertura de capital é captar recursos para que a empresa possa financiar seus projetos.

Quando compra uma ação, o investidor está ajudando a empresa a financiar seus projetos, esperando, com isso, que ela consiga obter expansão de seus negócios, aumentando seu valor de mercado. Quando isso acontece, o valor da ação cresce e o investidor ganha dinheiro.

A vantagem para as empresas de capital aberto é que elas podem captar recursos financeiros junto aos investidores, que dividirão com elas os riscos. Caso não haja crescimento ou caso haja perdas, elas são compartilhadas pela empresa e pelos investidores.

Ao buscar os mesmos recursos junto aos bancos, as empresas contraem uma dívida, que precisa ser paga com juros. Ao abrir capital na Bolsa de Valores, essas empresas só remuneram o dinheiro caso obtenham sucesso e vejam aumentar seu valor de mercado.

Além disso, as empresas são obrigadas, pela legislação atual, a pagar o mínimo de 25% de dividendos aos investidores em cima do lucro apurado do exercício. Esse exercício pode ser anual, semestral, trimestral ou até mensal. Depende da política da empresa, que pode, inclusive, oferecer uma parcela maior dos lucros aos acionistas para atrair mais investidores.

Do ponto de vista do investidor, em que pese os riscos, aplicar o capital, ou parte dele, em ações é uma forma de tentar obter altos ganhos. Em tempos de taxa Selic rebaixada e inflação controlada os investimentos conservadores tendem a ter rentabilidade inexpressiva, sobretudo para quem investe pouco dinheiro. A Bovespa é a grande oportunidade para maximizar ganhos.

Nos últimos anos, tem crescido o número de investidores no Brasil. É um comportamento que vai se incorporando à cultura do brasileiro. O acesso maior à informações pela internet, assim como a serviços de corretagem online tem forte influência nessa mudança de postura.

A informação quebra os preconceitos e, com isso, elimina receios acerca dos investimentos, sobretudo a Bolsa de Valores. Aos poucos, as pessoas percebem que o mercado de ações é para todos, inclusive aqueles que têm pouco dinheiro para investir.

 

Como funciona o Bovespa?

Parte do preconceito e da rejeição à Bolsa de Valores está relacionada à imagem padrão que as pessoas recebiam de um pregão. Quem é um pouco das antigas sabe que em tempos já um tanto quanto remotos o pregão da Bolsa era aquele lugar em que todas as pessoas falavam ao mesmo tempo. Quem via tudo aquilo ficaria espantado se soubesse que aqueles operadores ensandecidos estavam movimentando milhões e milhões em ações. Sendo que o mais inacreditável é que eles se entendiam.

Essa imagem há muito ficou no passado. Nos dias atuais, não só a Bovespa, mas toda a cadeia de investimentos financeiros é um grande sistema que integra empresas, corretoras e acionistas.

Explicando de uma forma bem simples, quando você decide aprender como investir em ações, o primeiro passo a dar é inscrever-se em uma corretora de valores credenciada junto a Bovespa.

O segundo passo é você acessar um mecanismo chamado home broker. O home broker é a ferramenta que substitui todo aquele cenário caótico do passado. Tudo que as pessoas faziam aos gritos, agora elas fazem com cliques.

Por meio do home broker, você consegue visualizar todo o mercado de ações e outros investimentos administrados pelo BM&F Bovespa. Além da oferta de investimentos, você pode também controlar sua carteira, enviar ordens de compra e venda para a corretora.

A corretora intermedeia as suas operações junto ao Bovespa. Todo esse processo é muito rápido e leva apenas segundos, pois ocorre de forma praticamente automática. Quando você envia uma ordem à corretora, automaticamente essa ordem é repassada ao Bovespa.

A ordem pode ser de compra ou venda. Investidores compram ações esperando que elas se valorizem. Ao mesmo tempo, as vendem, seja para realizar lucros, desfazer posições que consideram ruins ou porque precisam mesmo resgatar o dinheiro para alguma necessidade.

A sua ordem de compra ou venda precisa encontrar uma ordem inversa no mesmo valor. Quando isso acontece, o Bovespa realiza a operação e repassa à corretora. Tudo isso acontece em segundos. Ou seu dinheiro vira ações ou suas ações viram dinheiro.

Além de ações, você pode negociar no BM&F Bovespa opções de ações, contratos futuros de commodities, de índices e de moedas.

 

Qual o horário de funcionamento da Bovespa?

Basicamente, o pregão funciona das 10:00 às 17:00. Tem também os horários de Pré Abertura, Call de Fechamento e After Market.

Vamos começar pelo final. O After Market, no caso das ações, funciona das 17:30 às 18:00. É uma oportunidade extra para quem não conseguiu fazer suas operações durante o pregão.

Ibovespa

O Call de Fechamento tem duração de cinco minutos, entre 16:55 e 17:00. Nesse período, são aceitas apenas intenções de compra e venda que sevem para formar o preço de fechamento.

A Pré-Abertura tem como finalidade determinar o preço de abertura das ações. As ordens são executadas tão logo ocorra abertura do mercado de ações.

 

 

IBOVESPA – O índice das principais ações na Bovespa

O índice Bovespa é um indicador de desempenho do mercado de ações. Não é o único, porém o mais importante.

Compõem a carteira do índice Bovespa as ações mais negociadas na Bolsa de Valores, que respondem pelo maior volume investido. Por isso, o índice Bovespa é um indicador eficiente do desempenho de toda a Bolsa de Valores.

É possível, também, investir no Índice Bovespa, mas é preciso adquirir contratos futuros, por meio do Mercado Futuro.

Há uma série de outros índices, que servem para mostrar ao mercado o desempenho setorial ou por nicho de ações. Um exemplo é o SMLL, composto pelas empresas de menor capitalização no Bovespa, também conhecidas como Small Caps.

Todos esses índices são compostos por uma carteira imaginária, que tem um desempenho real. O desempenho histórico desse item é um indicador que ajuda os investidores a tomar decisões sobre investir ou não nas Small Caps.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *