Onde investir com a SELIC em baixa

uma imagem sobre selic

A queda da inflação fez com que a taxa SELIC, que é a taxa básica de juros, também caísse e isso desesperou muita gente que investe em renda fixa, que é um dos melhores investimentos para quem está começando agora e é um micro investidor. Porém, apesar da queda, o cenário não é tão catastrófico quanto a maioria das pessoas imagina.

uma imagem sobre selic

Os investimentos em renda fixa funcionam de maneira diferente dos investimentos em ações na bolsa de valores e grande parte das pessoas acha que tudo é a mesma coisa e por isso entra em colapso quando algo assim acontece, o que as impede de enxergar a oportunidade que esse momento proporciona.

A diminuição da SELIC não significa perda de dinheiro para quem investe em renda fixa, pois como a inflação também diminuiu bastante, os juros reais em cima do investimento acabaram sendo maiores, já que a diferença entre os dois está maior. Então, agora que você já sabe que renda fixa continua sendo uma boa opção, onde investir?

Lembre-se que tudo depende do seu prazo de investimento, então se você precisa de uma rentabilidade de curto a médio prazo, o Tesouro SELIC continua sendo um bom investimento para você, pois ele vai continuar rendendo acima da inflação. Porém, se você tiver um capital considerável para investir em um prazo bem maior, pode escolher um Tesouro com 10, 20 anos de prazo, pois o seu ganho será bem maior em cima dos juros compostos que vão fazer o seu dinheiro render.

A dica que o Mago do Mercado dá para que você não caia nas ciladas de acreditar em tudo o que as pessoas falam sem saber sobre a queda da SELIC é que você estude e não se deixe levar pela maioria, e se você quiser entender tudo o que é necessário para ser um investidor, Saiba mais aqui!

Quais os tipos de títulos do tesouro que eu posso investir

Títulos do tesouro

            Já falamos em vários outros artigos em riqueza de detalhes sobre as características do investimento em tesouro direto. Nesse artigo iremos falar brevemente sobre os diferentes tipos de títulos do tesouro nos quais você pode investir. Eu recomendo que você escolha aquele que mais se adapta ao seu perfil.

Primeiro vamos falar sobre os diferentes tipos de títulos do tesouro, que são dois: Títulos pré-fixados e títulos pós-fixados. Os pré-fxados são títulos nos quais o investidor já sabe quais são os juros que irá receber, já nos pós fixados o investidor recebe uma remuneração que irá variar de acordo com algum índice determinado, como o IPCA, por exemplo. Entre os títulos com maior nível de circulação estão: Letras financeiras do tesouro, letras do tesouro nacional, NTN-F, NTN-B e NTN-B Principal.

As LFT, ou letras financeiras do tesouro, são títulos pós-fixados, atrelados a variação da taxa SELIC, a taxa de juros básica da economia. A desvantagem é que se a inflação ficar muito alta e começar a se aproximar da SELIC seu ganho com a simples compra desse título pode ser quase próximo de zero.

Títulos do tesouro

As LTN, ou letras do tesouro nacional, são títulos pré-fixados, que geralmente oferecem um valor um pouco mais elevado do que a taxa de juros. Já as NTN-F, ou notas do tesouro nacional série F, são bastante semelhantes as LTN, mas com a diferença que os juros são pagos de forma periódica, geralmente semestralmente.

As NTN-B, notas do tesouro nacional série B, são títulos pós-fixados indexados a inflação e que além disso também oferecem o pagamento de juros periodicamente. A NTN-B principal é igual a NTN-B, com a única diferença de que os juros não são pagos semestralmente, mas apenas na data de maturação do título e se você vender o mesmo antecipadamente.