Como comprar criptomoedas durante a baixa?

Por mais que seja constantemente repetido que criptomoedas são ativos extremamente voláteis, é natural que grande parte do público que investe nesse tipo de ativo fique desesperado quando experimenta uma queda repentina de 20% ou 30% no preço das moedas em que investe. Agora, pense se você pudesse ficar feliz com a queda de preço de uma criptomoeda na qual investe ao invés de se desesperar, o quão bom isso seria?

Nesse artigo vamos ver o porquê da queda de preço de ativos que são naturalmente voláteis não ser algo que deva te assustar, e como você pode se aproveitar disso para maximizar seus lucros.

 

O que é uma queda brusca de preço?

 

A primeira coisa que você precisa saber é diferenciar uma queda natural devido a volatilidade diária e semanal e o que é, de fato, uma queda significativa que pode potencialmente indicar uma tendência de queda ou uma grande correção em um mercado de alta.

Mesmo o Bitcoin, a moeda mais estabelecida do mercado, rotineiramente pode variar 5% ou mais, para cima ou para baixo, em um único dia, e variações de 10 a 20% em uma semana não são tão incomuns. Se estivermos falando então das Altcoins, aquelas criptomoedas mais alternativas e menos utilizadas, então a variação pode ser muito maior, não sendo incomum volatilidades de 10 a 20% em um único dia e múltiplas dezenas percentuais em poucos dias ou uma semana.

Agora, se a queda no preço se dá de forma mais repentina, em percentuais acima do habitual e o preço permanece baixo por dias e semanas a fio, então provavelmente estamos em uma das duas situações: Ou se trata de uma reversão da tendência e início de um bear market – e os preços continuarão descendo pouco a pouco – ou é apenas uma correção em um mercado já extremamente valorizado.

Recentemente a queda de mais de 30% no preço do Bitcoin em poucos dias causou pânico no mercado, com vendas em massa que derrubaram ainda mais o preço dessa moeda. Entretanto, as estatísticas indicam que a maior parte dessa venda foi feita por endereços recentes, que haviam adquirido Bitcoin há pouco tempo e a um preço de quase 50 mil dólares, o que reforça a ideia de venda por desespero por parte de investidores ainda pouco acostumados a esse mercado.

O mais provável, até o momento, é que essa queda brusca recente no preço do bitcoin e, consequentemente, de todo o mercado de criptomoedas – algumas altcoins chegaram a desvalorizar 60% – se trata mais de uma grande correção em um mercado de alta do que propriamente uma reversão para um mercado de baixa. Pense bem, o Bitcoin saiu de cerca de 10 mil dólares no segundo semestre do ano passado e chegou a bater 63 mil dólares. É claro que não há como um mercado seguir infinitamente em alta, em algum momento deve haver uma correção para que o mercado retome a tendência posteriormente.

 

Comprar Bitcoin na Alta ou na baixa?

 

Mas se o mercado é altamente volátil e eventualmente iremos experimentar quedas de 30 ou 40% em apenas poucos dias ou semanas, então o que fazer? Bom, pode ser uma excelente oportunidade de compra!

A sabedoria básica de qualquer investimento nos diz para nunca comprar um ativo que já esteja altamente valorizado, pois o potencial de ganhos é sempre muito menor. Embora possa muitas vezes ser difícil agir dessa forma na prática enquanto você vê o preço do Bitcoin ou das suas altcoins favoritas batendo novos recordes, é necessário manter a frieza e saber que nenhum ativo, mesmo em um mercado de alta, pode subir continuamente como uma linha reta ao topo. Necessariamente haverão quedas que se manterão por algum tempo, e é justamente nessas baixas que residem as oportunidades de maior valorização do seu capital.

Comprar Bitcoin na alta ou na baixa

No caso das Altcoins, embora o risco também seja maior, as oportunidades são ainda maiores, pois abre-se uma janela de oportunidade para você comprar um ativo por um preço as vezes 50-60% menor do que estava até então, e poder aproveitar uma valorização de 6-8x ou mais quando o ativo recuperar o fôlego, algo que não é tão incomum quando o mercado de criptomoedas esta em alta e que inclusive já aconteceu diversas vezes durante o mercado atual. É claro que, para isso ter algum embasamento, você precisa conhecer a tecnologia por trás daquela criptomoeda e não simplesmente sair comprando cegamente na crença de que tudo irá subir.

Uma vez que você tenha feito o seu trabalho, conheça a tecnologia por trás das criptomoedas que investe e tenha se mantido frio durante a queda brusca do preço e esteja preparado para ir as compras e se aproveitar da liquidação, resta saber como exatamente fazer isso. O problema aqui é que não há como saber exatamente até onde a queda irá e quando o mercado voltará a subir e, de fato, quem tenta “cavar” o fundo do preço de um ativo na ganância de conseguir cada centavo de lucro na subida na maioria das vezes acaba sempre quebrando a cara e perdendo a oportunidade.

O ideal, então, ainda mais em se tratando de um mercado de alta volatilidade no qual a imprevisibilidade é ainda maior, é ir comprando a queda aos poucos, pois pode ser que, se você usar todo o seu dinheiro disponível para comprar uma queda de uma só vez, o mercado caia ainda mais 2 ou 3 vezes e não só você terá que amargurar as quedas até que o mercado suba novamente como também terá perdido a oportunidade de comprar por preços ainda menores. Por outro lado, se não comprar nada, pode ser que aquele nível de preço inicial fosse realmente o fundo e o mercado dispare rapidamente e, nesse caso, você também terá perdido a oportunidade da queda.

Assim, o melhor método é dividir o seu dinheiro disponível em 3 partes iguais. Comprar a queda inicial, aguardar e comprar se cair mais pouco e, então, esperar um nível de preço ainda menor para comprar o restante. Desse modo, você equilibra os riscos de uma previsão difícil de fazer em um mercado tão dinâmico.

Um indicador que você também pode usar para te ajudar a entender o que esta acontecendo com o mercado é o Relative Strength Index, ou RSI, que vai de 0 a 100 e te mostra quando um ativo pode estar potencialmente “sobrevendido”, ou vendido em excesso – quando o indicador chega a 70 pontos -, indicando uma possível reversão e subida do preço, ou “sobrecomprado” – quando o indicador chega a 30 pontos, indicando um reversão e queda no preço. O RSI é um dos indicadores mais úteis no mercado de criptomoedas.

 

Criptomoedas promissoras para Hold em 2021

 

Até o momento estamos falando de um cenário de correção em um mercado com tendência de alta, entretanto, sempre há a possibilidade de que uma queda mais brusca possa realmente indicar uma reversão de tendência de um mercado de alta –Bull Market – para um mercado de baixa – Bear Market. 

Nesse caso, o benefício que você pode obter com a queda estará necessariamente em um espectro de tempo bem mais longo, de pelo menos alguns anos. Nesse caso, também é importante que você realmente confie na tecnologia por trás daquela criptomoeda e a entenda profundamente, de modo a ter a confiança necessária para fazer o holding dessas moedas por anos a fio, independentemente do que ocorrer no caminho.

Boas criptomoedas para fazer hold, com um espectro de alguns anos, são: Ada Cardano, Avax, Enjin, Polygon, Chainlink e outras.

Lembrando que nada nesse artigo é aconselhamento financeiro. Nenhum dos métodos ou estratégias aqui expostos prescindem da sua própria pesquisa e tomada de decisão fundamentada e tem caráter apenas educacional e informativo.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *