Os 10 países mais amigáveis para investir em criptomoedas

Sem dúvida alguma, a blockchain e as criptomoedas são uma das tecnologias mais revolucionárias e inovadoras do séc XXI, e essa posição tende a se consolidar ao longo da próxima década, como novos desenvolvimentos e uma aceleração cada vez maior do mercado em direção a adoção em massa.

Entretanto, como qualquer tecnologia inovadora, as criptomoedas ainda possuem certos percalços e brechas pelo caminho que tornam a vida um pouco mais complicada para quem quer investir nessa mercado, e uma das mais relevantes certamente é ainda o tratamento tributário pouco amigável da maioria dos países em relação ao meio cripto.

Por isso, nesse artigo iremos falar sobre os 10 países com regulação tributária mais amigável para as criptomoedas. Vamos a eles

 

Vanuatu

Começamos a lista por esse país extremamente exótico, um arquipélago de 83 ilhas a nordeste da Austrália que a grande maioria das pessoas nunca ouviu falar. Vanuatu é um país com muitas belezas naturais, praias paradisíacas, cavernas subaquáticas e paisagens de tirar o fôlego. Mas o melhor de tudo é: Não existe Imposto de renda em Vanuatu! Sim, isso mesmo, o imposto é zero sobre renda, ganhos de capital, dividendos, lucros, etc. Zero. Nada. Que melhor lugar para colher os preciosos frutos do seu investimento em criptomoedas?

Países para investir em criptomoedas
Além de tudo, Vanuatu ainda é um país extremamente bonito

 

Como se não pagar impostos sobre seus ganhos em criptomoedas não fosse o bastante, Vanuatu também permite que você compre com bitcoins a sua cidadania, que é válida por 5 anos. Uma das formas de se fazer isso é investindo pelo menos 10 milhões de Vatu – equivalentes a 89 mil dólares – em algum pedaço de terra ou imóvel na região.

O Ponto negativo de Vanuatu é que você com certeza não vai encontrar a mesma infraestrutura que encontraria em países ricos, como ruas bem pavimentadas, internet de altíssima velocidade e outras comodidades extras. Entretanto, é possível comprar uma bela mansão a beira de uma praia paradisíaca e o país oferece inúmeras oportunidades de entretenimento envolvendo a natureza, como escaladas, diversas trilhas e florestas e, claro, esportes aquáticos, desde simples passeios de lancha a mergulho em águas profundas.

Costa Rica

A Costa rica é outro país com uma legislação tributária amigável, na qual ganhos de capital não são taxados na grande maioria das vezes, a não ser que se tratem de operações habituais, conforme definidas pela lei local.

Assim, se você faz operações menos frequentes com criptomoedas, pode muito bem viver na costa rica sem nunca pagar imposto sobre seus preciosos satoshis.

Costa rica criptomoedas

A Costa rica também é um país com bastante biodiversidade e paisagens fantásticas, com a vantagem de que a sua capital, San Jose, possui 1 milhão de habitantes, o que garante uma vida mais agitada e urbana para quem não quer mudar muito seu estilo de vida, diferentemente de Vanuatu.

Outra vantagem da Costa Rica é o seu baixo custo de vida, sendo possível a um adulto viver confortavelmente com cerca de 1.500 a 1.700 dólares por mês.

 

Porto Rico

Outro País da América Central, Porto Rico também oferece zero taxação sobre ganhos de capital. O ponto negativo é que você precisa comprar um imóvel lá para fazer jus aos benefícios tributários e esse deve ser seu local de residência, ou seja, não basta comprar e alugar. Isso aumenta a necessidade de investimento inicial mas, dependendo da quantidade de criptomoedas que você possui, pode valer muito a pena em troca de não pagar qualquer imposto sobre ganhos de capital.

Porto rico criptomoedas

Além disso, Porto Rico também é um país bastante bonito e com baixo custo de vida, sendo possível viver confortavelmente com menos de 2.000 dólares por mês.

 

Portugal

Um dos melhore países europeus para investidores em criptomoedas, Portugal oferece imposto zero sobre transações com criptomoedas, seja a troca de uma criptomoeda por outra ou a conversão em euros do seu estoque de criptomoedas.

Além disso, Portugal é um dos países mais seguros da Europa e, para quem não quer mudar muito seu estilo de vida e não abre mão do dinamismo a vida urbana, sem dúvida alguma Portugal é a melhor opção até aqui. Além disso, para muitos brasileiros vale a pena checar sua ascendência, pois isso pode facilitar muito a obtenção de cidadania portuguesa caso sua família seja de origem lusitana.

Portugal Criptomoedas

Do ponto de vista da Infraestrutura e tecnologia, Portugal também esta várias posições a frente dos outros países citados, com velocidade de internet chegando a 1 giga/segundo.

 

Malásia

A Malasia é mais uma país que não tributa ganhos de capital, incluindo os obtidos com criptomoedas. Além disso, é um país que ainda pode ser enquadrado como de baixo custo, sendo possível viver confortavelmente com cerca de 2.500 dólares por mês.

Malaysia Além disso, a capital da Malásia, Kuala Lumpur, é uma cidade altamente movimentada de quase 2 milhões de habitantes, oferecendo diversas opções de entretenimento e lazer.

Outra vantagem é que não é tão difícil conseguir residência malaia. Através do programa Malasya, my second Home (Malásia, minha segunda casa, na tradução), o governo malaio oferece a estrangeiros um visto de residência, válido por 10 anos e renovável indefinidamente, desde que o estrangeiro em questão consiga provar que possui uma renda equivalente a 2.497 dólares por mês, que possui ativos fora daquele país em um valor que varia de 90 mil a 124 mil dólares no total – dependendo de outros fatores – e desde que faça um depósito fixo no montante de 37mil ou 75 mil dólares – dependendo da situação – em um banco malaio. Esse visto de residência também pode ser automaticamente extendido a família do investidor, sem custos adicionais.

 

Dubai

Assim como Vanuatu, Dubai também não possui qualquer imposto sobre a renda ou ganhos de capital. Dubai é também um dos países mais seguros do mundo.

Dubai para criptomoedas

Certamente, não é necessário falar das opções de entretenimento em Dubai, que são inúmeras. Vamos então as questões mais práticas: Como obter residência em Dubai. Bom, o meio mais fácil é através da abertura de uma empresa lá, o que deve custar, no total, cerca de 20 mil dólares com a burocracia toda.

Agora, você precisa estar preparado para conhecer o que é calor de verdade, haha. Em julho e Agosto a temperatura em Dubai chega a 45º celsius nos dias mais quentes.

 

Malta

Se você não faz trades de criptomoedas com frequência, Malta pode ser uma excelente opção para residência com sua isenção de impostos sobre ganhos de capital abaixo de uma determinada frequência de operações (Caso passe disso, o ganho é tributado em 35%).

Cripto-Malta

 

A infraestrutura do país é muito boa, com uma das velocidades médias de conexão a Internet mais rápidas do mundo.

Malta também é uma país muito bonito, com diversos monumentos históricos, sítios arqueológicos, fortalezas e construções antigas e carrega uma história interessante devido a sucessão de governos de diferentes culturas ao longo dos séculos. Entretanto, é necessário dizer que talvez não seja a opção mais divertida para se viver 365 dias por ano.

 

Suiça

A Suiça também é mais um país que oferece imposto zero sobre ganhos de capital, porém a obtenção de cidadania para estrangeiros é um pouco mais complicada, sendo necessário investir 1.5 milhões de francos suícos (o equivalente a 1.1 milhões de dólares).

Além disso, o custo de vida é um dos mais altos do mundo, sendo necessário uma renda de mais de 3.500 dólares por mês apenas para ter condições medianas de vida no país.

Suiça

Por outro lado, as vantagens de uma residência suiça são inúmeras. A beleza do país, a prática de esqui no inverno ou mountain biking no verão tornam possível uma experiência bastante única. Além disso, contando com uma das melhores infraestruturas de tecnologia do mundo, certamente a Suiça se mostra como uma das melhores opções para investidores em criptomoedas.

 

Singapura

É claro que em uma lista com os melhores países para se investir em criptomoedas não poderia deixar de ter esse pequeno país do sudeste asiático que esta consistentemente entre os países com maior liberdade econômica do mundo.

Em Singapura, não há qualquer taxação sobre ganhos de capital. Além disso, singapura é um grande hub mundial para negócios voltados para blockchain e criptomoedas, te colocando no centro de grandes inovações nessa área. Além disso, a infraestrutura de tecnologia é uma das melhores do mundo, com conexões de internet ultra rápidas, com uma média de 238 megas/segundo, mais do que o dobro da média mundial.

Singapura criptomoeda

O ponto negativo é que conseguir cidadania em singapura talvez seja ainda mais difícil do que na Suiça, sendo necessário um investimento de 2.5 milhões de dólares de Singapura, o que é equivalente a 1.9 milhões de dólares americanos.

 

Bermuda

Também não há qualquer imposto sobre a renda ou ganhos de capital em Bermuda. Além disso, o próprio governo aceita criptomoedas como pagamento para outros tipos de impostos devidos.

Bermuda tem também uma excelente infraestrutura de tecnologia, conexões rápidas e é também um país extremamente seguro. Por outro lado o país tem uma população de apenas 64 mil habitantes, com relativamente pouca opções de entretenimento. Além disso, a cidadania em bermuda é a mais cara dessa lista, sendo necessário um investimento de 2.5 milhões de dólares no país para obtê-la.

Bermuda Cripto

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *