Quais as principais Stablecoins?

Uma das conquistas mais recentes do mercado das criptomoedas foi exatamente a criação de moedas com lastro. Estas são as famosas Stablecoins, que servem para criar uma representação digital com valor atrelado ao bem.

Ou seja, se você tem uma moeda onde cada unidade é lastreada com 1 grama de ouro, o valor da sua unidade acaba sendo exatamente o valor de 1 grama de ouro. Isto Vão ocorrer algumas variações de acordo com a busca do ativo lastreado no mercado, mas não por conta da busca da moeda estável em si.

A ideia é poder entregar uma moeda digital que pode ter um valor menos volátil, facilitando as transações, principalmente para quem não é muito adepto ao mundo digital.

Mas quais as principais Stablecoins? Seria possível listar algumas que devem fazer parte do nosso dia a dia?

Então, estamos aqui exatamente para mostrar algumas que precisam ser conhecidas por serem exatamente um grande pilar do mercado.

Stablecoins

Quais as principais Stablecoins?

Lembrando que estas não são as únicas stablecoins que nós temos por aí, assim como o fato de que você deve pesquisar as instituições por trás de cada uma para garantir uma certa segurança de que tudo está corretamente lastreado.

 

1 – Tether (USDT)

Sem dúvida nenhuma a Tether é a mais famosa stablecoin do mercado, e grande parte do ecossistema que deriva dela acaba dominando exchanges descentralizadas e semelhantes.

Ela possui lastro no dólar americano, na proporção de que uma moeda equivale a um dólar.

Existem rumores, nada oficial e comprovado, que a tal moeda não tenha de fato a reserva de valor que promete ter. Afinal de contas, o sistema é um tanto quanto reservado a expor valores e coisas semelhantes, e nunca houve um auditoria pública completa sobre a empresa por trás do Tether.

Mas ainda é de fato uma das que mais possui uso no dia a dia.

 

2 – TrueUSD (TUSD)

Esta é outra moeda que possui um lastro baseado no dólar americano. Seu objetivo é entregar exatamente um sistema muito mais transparente do que o dólar Tether em si.

E claro, mesmo havendo um sistema quase que impossível de se errar, ainda não é possível fazer uma auditoria 100% confiável pela própria natureza do ecossistema. Embora seja de fato uma das stablecoins mais confiável do mercado.

 

3 – Pax Gold

Esta terceira stablecoin também é muito famosa por entregar uma possibilidade mais tradicional, que no caso é trabalhar com um lastro em ouro. Cada token desta moeda acaba por valer o mesmo do que 31,1 gramas de ouro, algo um pouco maior do que uma onça de ouro.

Em geral, esta é uma stablecoin mais voltada para funcionar como uma reserva de valor. Mas também pode ser utilizada de várias outras maneiras.

De fato, uma boa opção para se trabalhar. E vale dizer que ela é mantida pela Paxos Trust Company.

 

Considerações finais

Como você pode ver, existem várias opções de stablecoins para se investir. Mas recomendamos sempre focar em quem as emite para garantir que não há nenhuma fraude.

 

Até a próxima!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.