Tudo sobre a famosa caderneta e o rendimento poupança

Tudo sobre a famosa caderneta e o rendimento poupança
5 (100%) 5 votes

rendimento poupançaDesde cedo, principalmente na adolescência, nos acostumamos a ouvir de pais ou avós sobre a importância em juntar e guardar dinheiro. Quase sempre, essas recomendações vinham acompanhadas da sugestão de abrir uma caderneta de poupança. Isso sempre foi muito comum porque a popular “poupança” é um dos supostos investimentos mais conhecidos, tradicionais e conservadores existentes no Brasil. Essa popularidade se deve a grande facilidade, simplicidade na manutenção e segurança. Neste post, vamos falar detalhadamente sobre esta modalidade, abordando temas como rendimento da poupança, juros da poupança e as vantagens e desvantagens desta opção.

Afinal, como funciona a caderneta e o rendimento poupança?

caderneta de poupança é uma modalidade baseada em rentabilidade pré-fixada, na qual basta abrir ou ter uma conta em um banco para se tornar apto a investir. A poupança tem duas características marcantes: ser um investimento de baixíssimo risco e por consequência prover um retorno baixo, e possui alta liquidez, uma vez que é possível sacar ou resgatar a qualquer momento o dinheiro investido.

Essas duas características são bem conhecidas da maior parte das pessoas, mas uma dúvida que persiste é como funciona a caderneta de poupança? Como funciona o cálculos do rendimento que eu receberei ao investir na poupança?

A rentabilidade na poupança funciona da seguinte maneira: Até maio de 2012, os valores depositados são remunerados a uma taxa de juros de 0,5% ao mês (ou 6% ao ano), e são acrescidos da Taxa Referencial (TR). Essa regra ainda é valida para os depósitos efetuados antes desta data. Para contas abertas a partir dessa data e depósitos e nova regra é a seguinte: sempre que a Selic (taxa básica de juros) ficar em 8,5% ao ano ou abaixo disso, o rendimento poupança passa a ser de 70% da Selic mais a Taxa Referencial (TR). Valendo-se da regra vigente, a caderneta de poupança adota uma taxa de rendimentos específica para cada dia, a Taxa Referencial, citada acima, e os depósitos são remunerados de acordo com o dia de “aniversário” de cada saldo, mesmo que estejam misturados em uma mesma conta.

Desse modo, podemos dizer que existem vários tipos de poupança, dependendo do aniversário de cada depósito. Como o rendimento poupança é fixado pelo Banco Central, não há variações de banco para banco no pagamento dos retornos sobre seu dinheiro. Por isso você não precisa se preocupar em perder tempo procurando qual o Banco com o maior rendimento na poupança.

caderneta de poupança como funciona

Portanto, se você realizar um depósito na caderneta de poupança no dia 10/06, esse depósito só vai sofrer correção no dia 10/07, pois ela é mensal, de acordo com as datas das aplicações. Se houver uma nova aplicação de dinheiro em uma data diferente do dia 10, ela será corrigida separadamente da aplicação do dia 10. Agora ficou claro o conceito de várias contas em uma? Uma dica: Depósitos realizados nos dias 29, 30 ou 31, só começam a contar a partir do dia primeiro do próximo mês. Esta regra visa evitar problemas porque nem todos os meses possuem esses dias. Então, não é compensatório efetuar depósitos nestas datas, pois elas não terão rentabilidade.

Apesar do montante está reunido em apenas um saldo, é como se fossem várias contas em apenas uma. Ao contrário do que muitas pessoas pensam a rentabilidade da poupança não é diária. Seu calcula está baseado na data de aniversário de cada aplicação. A definição da rentabilidade ocorre invariavelmente sobre o menor saldo do período. Por exemplo, se o mês foi iniciado com saldo de R$ 10.000 e você sacou R$ 5.000 após 20 dias, a rentabilidade será calculada sobre os R$ 5.000 restantes. Com isso, fica a lição de que realizados fora da data de aniversário podem prejudicar bastante a rentabilidade de sua poupança. Se os depósitos ocorrerem em dias não úteis, a rentabilidade vai ser creditada no dia útil posterior ao aniversário, ou seja, nunca saque no dia útil anterior, porque você vai perder toda a rentabilidade do período. Portanto, sempre aguarde o dia útil posterior ao aniversário para sacar sem perder a sua rentabilidade.

rendimento mensal da caderneta de poupança

Você sabia que é possível saber a rentabilidade antes do dinheiro bater na sua conta? Basta acessar o site do Banco Central, e conferir qual foi a taxa da TR divulgada. A essa taxa, some o valor de 0,5%, caso a Selic esteja acima de 8,5%, e aplique sobre o valor total. Vamos ver um exemplo prático: Por exemplo: suponha que você tenha depositado R$ 1.000 reais no dia 20/03 e gostaria de saber a rentabilidade que entrará na sua conta em 20/04. Visite o site do Banco Central e veja qual foi a taxa da TR daquele dia (20/03). Supondo que tenha sido 0,17%, você deve somar 0,5%, tendo um juros total 0,67%. Por fim, aplique 0,67% sobre os R$ 1.000. Resultado: o rendimento poupança total do período será de 6 reais e 70 centavos. Nesse caso, poderíamos dizer que a taxa de juros da poupança nesse caso é de 0,67% ao mês, ou de 7,9% ao ano, aproximadamente. Claro que esse valor irá variar caso a caso em função da TR e, especialmente, se o valor depositado se deu após maio de 2012.

De um modo bem abrangente e, apenas para lhe dar uma ideia geral, podemos dizer que o rendimento mensal da caderneta de poupança será algo entre 0,4% e 0,7% para depósitos a partir de maio de 2012 e entre 0,65 e 0,7% para depósitos anteriores a essa data.

Existe tributação?

rendimento poupançaDepende, para pessoas físicas e jurídicas sem fins lucrativos não há cobranças de imposto de renda (IR) em cima dos ganhos. Já para as empresas, pessoas jurídicas com fins lucrativos, a remuneração segue um calendário trimestral e há incidência do imposto de renda. Este, por sua vez, é o pago somente no ato da declaração de rendimentos.

 

Você sabe o que os bancos fazem com o seu dinheiro quando ele é direcionado à poupança?

  • 70% são direcionados para habitação, dos quais 80% são em operações no âmbito do SFH – Sistema Financeiro da Habitação. Os outros 20% vão para operações a taxas livres de mercado.
  • Os outros 30% são destinados para operações não habitacionais, com 15% atribuídos a depósitos compulsórios junto ao BACEN, acumulados em espécie e o restante em disponibilidades financeiras e operações de livre mercado.

Existem riscos no investimento em caderneta de poupança?

Uma regra básica que todo investidor deve saber é que não importa qual for o investimento, ele vai apresentar algum tipo de risco. Como já mencionamos anteriormente, a poupança se caracteriza por ser um investimento de baixo retorno e com risco considerado muito baixo.  O maior problema que você pode vir a enfrentar é se o banco no qual você possui uma conta poupança vier a quebrar. Porém, mesmo em um cenário como este o Fundo Garantidor de Crédito (FGC) garante até 250 mil reais. O que isso significa? Se você tiver até 250 mil reais depositados, este montante estará seguro, pois o FGC irá garantir que você o receba.

caderneta de poupança

Podemos citar como possível risco também a clonagem do seu cartão. Mas, como este tipo de situação é considerado como falha de segurança do banco, ele é obrigado te ressarcir. Um fato negativo que muitos associam às poupanças é o ocorrido no governo Collor, que do dia para a noite resolveu confiscar todas as poupanças. Esses são cenários pouco prováveis se você tomar as devidas precauções, e portanto não podem ser propriamente considerados como risco da poupança em si.

Talvez o verdadeiro e maior risco que possamos falar da poupança é o risco de perder seu tempo numa aplicação que, de fato, gera retornos minúsculos. A grande maioria que decide colocar seu dinheiro na poupança olha apenas para o retorno oferecido que, pelo baixo risco, parece ser justo. O problema é que muitos se esquecem que estamos no Brasil, um país subdesenvolvido com um histórico de inflação alta. Mesmo hoje em dia, a inflação continua na casa dos 3,5 a 4,5 % ao ano. A estimativa para esse ano de 2018 é de 4.2% de inflação. Considerando um retorno em torno dos 6% ao ano para a poupança, isso significa que quase 70% dos juros da poupança que você receberia seriam indiretamente comidos pelos gastos crescentes. Caso estejamos falando de uma poupança pós maio de 2012, esse percentual é ainda maior.

Será que vale mesmo a pena continuar depositando suas esperanças na poupança? Talvez uma alternativa melhor seja aprender a investir em ações. Sim, sei que pode parecer assustador, mas dê uma olhada nesse guia que fizemos aqui: https://magodomercado.com/aprenda-como-investir-na-bolsa-de-valores-comecando-do-zero/

Quero abrir uma caderneta de poupança. Como faço?

caderneta de poupançaSe você ainda assim quer investir dinheiro em uma caderneta de poupança, então a parte a seguir é extremamente simples.

Na verdade, poucas ações são tão simples no mundo dos investimentos quanto começar a investir na poupança. Basta se dirigir a uma agência bancária e solicitar a abertura. Não é necessário sequer ser correntista do banco para abrir uma conta poupança. Os bancos oferecem rendimentos idênticos para a poupança. Portanto, não importa qual banco você selecionar, o rendimento poupança será sempre o mesmo. Um fato curioso: Menores de 18 anos também podem ter uma caderneta própria. Porém, é preciso ter a tutela de um maior de idade para realizar as aplicações.

O valor para aplicações mínimas dependem de cada banco. Alguns sequer chegam a exigir uma quantia mínima para abertura da conta. Outros chegam a exigir um valor mínimo de R$100 vinculadas às poupanças, podem ser depósitos e saques diretos pela conta corrente, mesma senha e numeração da conta corrente, aplicação e resgate por telefone e ainda programação de investimento por períodos mais longos.

O que é caderneta de poupança vinculada?

Muitas pessoas que buscam abrir uma caderneta de poupança ainda ficam em dúvida quanto a caderneta de poupança vinculada, mas esta nada mais é do que uma conta poupança vinculada diretamente a sua conta corrente dentro daquele mesmo banco, possuindo inclusive o mesmo número. Isso traz grandes vantagens de movimentação do dinheiro entre um tipo de conta e outro, sendo esta a prática usual de quem se utiliza da poupança.

Conheça os tipos de poupança

Apesar de sua grande simplicidade, existem três  diferentes modalidades de cadernetas de poupança, vamos a elas:

Poupança Rural- A Caderneta Verde

rendimento poupançaNão há mistério nessa modalidade. Possui as mesmas características da poupança tradicional, inclusive em relação ao rendimento poupança, mas é um produto exclusivo do Banco do Brasil, Banco do Nordeste e Banco da Amazônia. E por que poupança verde? Os recursos são direcionados para o crédito de operações financeiras rurais, incluídas as operações de crédito garantidas por Certificado de Depósito Agropecuário (CDA). Como ficou bastante claro, é um tipo de poupança completamente voltado para aqueles que se encaixam na descrição de necessidade desta área.

Poupança Vinculada a Crédito Imobiliário

É um tipo de poupança que funciona como um cheque caução, com o objetivo de garantir a concessão de um financiamento. Ela apresenta o mesmo rendimento de uma poupança comum, mas a grande diferença está no contrato estabelecido entre o cliente e o banco, que atrela a poupança a um financiamento para aquisição de imóveis residenciais e comerciais, sejam novos ou usados, além de terrenos, ou ainda para fins de ampliação, reforma ou construção de novos imóveis. Nesta modalidade, o prazo mínimo fixado pelo BACEN é de, pelo menos, 36 meses de depósitos na poupança. Ao firmar o acordo, banco e cliente acertam diversas questões como valores de depósitos, forma de correção, periodicidade mensal, trimestral, semestral e outras, além das condições do financiamento. Em caso de imóveis residenciais, é necessário poupar três anos para ter direito a um financiamento de nove anos, e poupar quatro para financiar onze anos, cinco para financiar treze e assim por diante. Sendo um imóvel de cunho comercial, será necessário poupar 50% do valor de compra, para partir daí ter direito à carta de crédito com o financiamento do valor restante.

Poupança com rendimentos crescentes

rendimento poupançaEm resumo, este investimento se constitui em um único depósito, com rendimentos creditados trimestralmente, e com remuneração crescente e retroativa a cada mudança de taxa, de acordo com o período que fica sem retirada, porque elas não permitem que sejam realizados saques parcelados. Assim, os juros vão ser: 6,14% ao ano do primeiro ao terceiro trimestre; 7% ao ano do quarto ao oitavo trimestre; 8% ao ano do nono ao décimo primeiro trimestre e assim por diante.

A Poupança ainda vale a Pena?

Abrir ou manter uma caderneta de poupança não requer grande esforço em temos de burocracia e a pouca complexidade de sua manutenção. Porém, para quem deseja realizar um investimento e tem expectativas mais arrojadas, é importante saber exatamente o que uma caderneta de poupança pode proporcionar a você e seus planos como investidor.

Vamos listas algumas vantagens e desvantagens dessa modalidade.

Vale!como funciona a caderneta de poupança

  • É uma excelente opção como fundo de reserva, garantindo uma atualização do valor poupado, mesmo que seja pouco. Em outras palavras: se não pretende fazer nada com seu dinheiro, pelo menos deixe ele em uma poupança.
  • Grande poder de liquidez. Pode ser muito útil em casos de emergências onde é necessário sacar o dinheiro aplicado imediatamente.
  • Livre de taxas de administração e cobranças no Imposto de Renda
  • Sem prazos, limites ou valores mínimos para aplicação, ou seja, facilidade!
  • Garantia pelo FGC – Fundo Garantidor de Crédito de até 250 mil reais, do qual já falamos anteriormente.

Não vale!como funciona a caderneta de poupança

  • Rentabilidade muito baixa. A poupança corre o risco de contar uma rentabilidade abaixo da inflação. Com isso não tem jeito, você vai perder dinheiro. Isso não parece nada bom para quem deseja investir, certo?
  • Dependência das datas de aniversário. Portanto, você pode sacar a qualquer hora, mas vai ter que esperar um mês para ver a cor do dinheiro dos rendimentos creditado em sua conta.
  • A caderneta de poupança não se parece em nada com um investimento interessante, ainda mais se estiver interessado em negócios a longo prazo. Trata-se apenas do tipo de aplicação que deve servir para acumular baixos valores mensalmente de modo que você tenha liquidez, formando uma espécie de “fundo de emergência”, caso você precise de um bom montante de dinheiro para alguma despesa inesperada, e só.

Por fim, como é de nosso costume, e extremamente necessário, alertamos que um dos predicados e alicerces fundamentais para novos investidores é sempre buscar mais informações e obter conhecimento sobre o mercado financeiro e tudo que o cerca, como a caderneta de poupança, por exemplo. Toda esta reunião de informações implica em crescimento pessoal e profissional,. Em se tratando de capacitação para atuar no mercado, é importantíssimo desenvolver estratégias e táticas de atuação baseadas em conhecimentos sólidos sobre o funcionamento dos mecanismos do mercado. Assim, estabeleça uma relação de aprendizado constante ao absorver o máximo que puder sobre todos os campos de estudos sobre investimentos. Não temos dúvida que certamente seu caminho será recompensado no futuro ao trilhar uma trajetória baseada em escolhas influenciadas por uma base sólida de conhecimento sobre a economia de uma maneira bastante abrangente.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *